sábado, setembro 12, 2009

4 O VALOR DA NOSSA ARTE.

RESOLVI TRAZER ESTA MENSAGEM DA ARTESÃ CLAUDIA,
MUITO INTERESSANTE

PRESTE ATENÇÃO E DÊ A SUA OPINIÃO.


Agora a pouco, enquanto uma nova idéia (sobre uma fofucha) surgia em minha cabeça e enquanto eu tentava visualizá-la, me peguei mais uma vez pensando sobre um assunto polêmico: O PREÇO DE PRODUTOS ARTESANAIS.

Se pararmos um tempinho em frente ao micro e fizermos uma busca pela WEB por "artesanato", encontraremos uma infinidade de tipos diferentes, de diversos preços e também, milhares de artesãs e artesãos muito dedicados aos seus belíssimos trabalhos, e isso é muito bom!

Só quem faz trabalho artesanal sabe o quanto é prazeiroso e que é uma sensação maravilhosa quando após horas e, muitas vezes, dias de dedicação e esforço, nós finalmente visualizamos a(as) peça(as) prontinha(as). Porém, nesse momento nos deparamos com um probleminha:


QUE PREÇO DEVEMOS COBRAR PELO PRODUTO FINAL?
O QUE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO?
QUE CÁLCULOS FAZER?
SOCORROOOOO!!!

Acontece também de passarmos por algumas situações desagradáveis em que alguns clientes tentam nos "ajudar a solucionar esse problema" e resolvem "botar preço" no nosso trabalho, fazendo medições e cálculos dignos de um Prêmio Nobel de Matemática...rsrsrs. Sei que devemos levar em consideração diversos fatores ao cobrar por um produto ou serviço: a oferta e a procura, o tipo de clientela (renda média), a região geográfica, tipo/quantidade de material utilizado, qualidade do produto, etc, etc, etc... Ok, tudo isso é calculável matematicamente, mas...quanto devemos cobrar pela idéia?

Creio que essa resposta só pode ser dada de forma individual,
por nós que criamos e confeccionamos as nossas artes,
e que temos consciência de que nem sempre essa tarefa é fácil!

Enfim, para facilitar um pouquinho a nossa vida resolvi postar abaixo essa reportagem retirada de uma revista de artesanato, sobre como calcular e cobrar pelos nossos produtos. Entretanto, após calcular tudo o que é "calculável" e antes de finalizar e resolver que preço dar, sugiro que você se faça a seguinte pergunta:

QUAL É O VERDADEIRO VALOR DA MINHA ARTE?





Lembre-se: VALOR e PREÇO são duas coisas diferentes!



(foto copiada da página do orkut da Moninha -
campanha contra a desvalorização da nossa arte).



Bjks, valorize-se, sucesso e boas vendas para nós!

4 comentários:

Deka disse...

oi linda, estou retribuindo seu carinho e estou lhe seguindo tb beijão! e volte sempre

Claudia disse...

OLHA EU AQUI!! Bjks.

Sheila Ferreira disse...

Adorei a dica!

Pasa lá no meu blogue tem um selinho para você!

Dany Lombardi disse...

Adorei esse post, muito bom.
E adorei as suas artes... fiquei apaixonada pela flor de vies com a joaninha parabéns!
Estou virando uma seguidora.
Beijinhos

Trabalhos Realizados